Home
Role of Deficient DNA Mismatch Repair Status in Patients With Stage III Colon Cancer Treated With FOLFOX Adjuvant Chemotherapy A Pooled Analysis From 2 Randomized Clinical Trials


Embora a maioria dos estudos apontem a importância prognóstica da deficiência de Mismatch repair (dMMRD) para alguns subtipos do câncer colorretal, ainda existem indícios que a presença deste pode não impactar significativamente no desfecho clínico de pacientes com estágio III, ou que o tratamento de tumores dMMRD não se beneficiariam de regimes adjuvantes baseadas em fluorouracil. Decidindo investigar o impacto da dMMRD na quimioterapia adjuvante FOLFOX com cetuximabe, uma publicação na JAMA, a partir de resultados de dois estudos clínico randomizados de fases II e III, NCCTG NO147 e PETACC8, analisaram o benefício desta terapia em pacientes estágio III com câncer de cólon e investigaram o efeito do estado MMR no fator de sobrevida livre de doença (SLD) para o mesmo grupo de pacientes. Para essa análise foram considerados somente pacientes no regime FOLFOX. Foram incluídos 2501 pacientes com estado MMR conhecido. Destes pacientes, 252 (10.1%) eram positivos para dMMRD em quanto que os demais eram MMRD proficientes (pMMRD). A SLD foi de 75,6% e 74,4%, respectivamente, para pacientes dMMR e pMMR. Em análise multivariada, o fenótipo dMMR apresentou SLD significativamente maior em comparação à fenótipos pMMR (adjusted hazard ratio: 0,73; IC95%: 0,54-0,97; p=0,03). O estudo conclui que o fenótipo dMMR continua a ser um fator prognóstico favorável para pacientes com câncer de colón estágio III tratados com quimioterapia adjuvante FOLFOX.

Fonte: JAMA Oncol. 2017, Oct 05

Declaração legal, Política de Privacidade e Política de Uso