Home
Multicentre propensity score-matched analysis of laparoscopic versus open surgery for T4 rectal cancer.


A laparoscopia para câncer retal localmente avançado (T4) é controversa. O presente estudo, publicado na Surgical Endoscopy, teve como objetivo comparar os resultados operatórios e oncológicos da ressecção laparoscópica (LAR) vs. ressecção retal aberta anterior (RAA) para pacientes com câncer retal pT4. Este estudo multicêntrico de escore de propensão pareado (EPP) de 137 pacientes, entre 2005 e 2015, submetidos a LAR ou RAA com intenção curativa eletiva para o câncer retal pT4 (TNM fase II / III / IV). Após análise do EPP, as características demográficas, clínicas e tumorais foram semelhantes entre os 52 LAR e os 52 RAA, sendo 52 tumores foram localizados no reto alto, 25 no reto médio e 27 no reto baixo. Foi relatado que a ressecção multivisceral foi realizada em 26,9% de LAR e 30,8% de pacientes com OAR (p = 0,829), porém houve uma conversão necessária em 11 pacientes com LAR (21,2%).

Os autores observaram que LAR, comparada ao RAA, apresentou tempo significativamente menor para flatos (3,13 vs. 4,97 dias, p = 0,001), tempo para dieta regular (3,59 vs. 6,36 dias, p <0,0001) e período de internação (15,49 vs 17,96 dias, p = 0,002). Não foram apresentadas diferenças na morbidade e mortalidade de 90 dias entre os grupos. Em 85,6% dos pacientes, a ressecção de R0 foi alcançada; 82,7% dos LAR obtiveram uma excisão mesorretal, e 78,8% do RAA (p = 0,855). As taxas de sobrevida global de 1, 2 e 3 anos foram, respectivamente, 95,6, 73,8 e 66,7% para LAR e 86,7, 66,9 e 64,1% para RAA (p = 0,219). Além disso, foram considerados preditores significativos da sobrevida global: presença de metástases sincrônicas (HR 2,26), ressecção R1 (HR 2,71) e comprometimento linfonodal (HR 2,24).

Os autores sugerem a LAR pode obter resultados patológicos e oncológicos para câncer retal pT4 semelhantes à cirurgia aberta, apesar de apresentar o risco de conversão; e a laparoscopia pode oferecer os benefícios como um período de recuperação mais rápida e uma estadia hospitalar mais curta.

Fonte: Surg Endosc. 2016 Nov 8. [Epub ahead of print]

Declaração legal, Política de Privacidade e Política de Uso