Home
CD133 expression in well-differentiated pancreatic neuroendocrine tumors: A potential predictor of progressive clinical courses.


O presente estudo, publicado na Human Pathology, teve como intuito esclarecer o papel da expressão do CD133 em tumores neuroendócrinos pancreáticos bem diferenciados (PanNETs, OMS, graus 1 e 2) e determinar a sua relevância clínica na avaliação de duas coortes separadas. Na primeira coorte (n = 178), foram utilizados microarrays de tecido disponíveis. Nesse caso, os autores observaram que a imunohistoquímica expressou CD133 em 14 casos (8%). Os casos CD133 + PanNET apresentaram estágios TNM mais avançados (P <0,01), invasão linfovascular mais frequente (P = 0,01) e maiores taxas de recorrência (p = 0,01).

Na segunda coorte (n = 56), a expressão de CD133 e CK19 foi examinada em secções de tecido inteiro, e foi observado que CD133 e CK19 foram positivos em 10 (18%) e 36 (64%) casos. A expressão de CD133 foi correlacionada pelos autores com maiores escores de tumor patológico (P <0,01), presença de infiltração venosa microscópica (P = 0,03) e períodos mais curtos sem doença (P <0,01). Quando os casos foram divididos em neoplasias G1 e G2, os pacientes com CD133 + PanNET continuaram apresentando períodos livres de doença mais curtos do que aqueles com tumores CD133 negativos para ambos os grupos (P <0,01 e P = 0,02). Os casos de CK19 + apresentaram também períodos livres de doença mais curtos do que os casos de CK19 negativos (P = 0,02), mas essa diferença foi menos significativa durante as subanálises dos casos G1 e G2.

Observou-se também que a expressão de CD133 pode ser um fator preditivo independente para reincidência tumoral, segundo análise multivariada (p = 0,018). O fenótipo CD133 foi expresso igualmente entre os focos primário e metastático em 17 dos 18 casos dos quais os tecidos de depósitos metastáticos estavam disponíveis.

Desta forma, os autores do estudo sugerem que a combinação da fenotipagem de CD133 associada com a classificação da OMS podem auxiliar na estratificação dos pacientes em termos de risco de cursos clínicos progressivos.

Fonte: Hum Pathol. 2016 Nov 15. pii: S0046-8177(16)30304-5. doi: 10.1016/j.humpath.2016.10.022. [Epub ahead of print]

Declaração legal, Política de Privacidade e Política de Uso