Home
Association of a Prophylactic Surgical Approach to Stage IV Small Intestinal Neuroendocrine Tumors With Survival


Os tumores neuroendócrinos do intestino delgado (TNE-ID) têm geralmente um curso clínico assintomático e são frequentemente diagnosticados tardiamente, culminando em grande número de diagnósticos em estágio IV. Estima-se que 60% dos pacientes com TNE-ID apresentem metástases distantes, geralmente no fígado. Existem indícios de que a cirurgia radical loco regional (CRL), como medida profilática, pode evitar obstrução, isquemia, perfuração ou sangramento no intestino, embora sem intenção curativa. No intuito de se investigar o benefício da CRL profilática em pacientes TNE-ID de estágio IV assintomáticos, um estudo publicado na JAMA um estudo observacional que comparou dois grupos deste perfil de pacientes. O primeiro, a CRL ocorreu no momento do diagnóstico (Grupo I) e no outro ocorreu tardiamente (6 meses após o diagnóstico) (Grupo II), sendo que em ambos a quimioterapia recomendada foi seguida. Foram criados 2 grupos com mesmo número de pacientes. 91 pacientes em cada grupo foram analisados com escore de propensão correspondentes. Os grupos I e II apresentaram sobrevida global (7,9 anos contra 7,6 anos; HR: 0,98; IC95%: 0,70-1,37; logrank P=0,93) e sobrevida especifica ao câncer (7,7 anos contra 7,6 anos; HR: 0,99; IC95%: 0,71-1,40; logrank P=0.93) semelhantes. Não houve diferenças significativas para mortalidade em 30 dias, morbidade pós-operativa ou hérnia incisonal entre os grupos. No grupo I houve mais procedimentos de reintervenção por conta de obstrução intestinal que no grupo II (13[14.3%] contra 3[3,3%]; p<0,01). O estudo concluiu que a CRL profilática não conferiu vantagem significativa em nenhum dos parâmetros analisados para o perfil de pacientes estudado, mas salienta que os resultados ainda carecem de elucidação em estudos clínicos randomizados.

Fonte: JAMA Oncol. 2017, Oct 19

Declaração legal, Política de Privacidade e Política de Uso